Resumão do Abril pro Ruby

Se você não pode ir para o Abril Pro Ruby que aconteceu agora 27 de Abril (2013), vou tentar falar um pouco sobre como foi o evento e as palestras que rolaram por lá.

O Evento

Abril Pro Ruby

O objetivo do evento foi reunir amantes de Ruby e todo o ecossistema que envolve a linguagem, desde o conhecido framework Rails até outras ferramentas (como Jekyl e Sinatra) e dicas de práticas como testes automatizados e TDD.

Contando com mais de 100 pessoas num sábado chuvoso, a comunidade Frevo on Rails fez bonito e compareceu ao evento que estava sob a organização de membros do grupo e apoio empresas locais e da faculdade Marista.

As palestras

A primeira sessão do evento foi um workshop com Bruno Luigi voltado para os iniciantes. Devido ao número limitado de participantes eu não participei do workshop, então não posso falar muita coisa.

Em seguida a palestra sobre as novidades do Ruby 2.0 com o entusiasta Bruno Andrade. A palestra mostrou algumas features novas da linguagem, desde named parameters até module prepend.

Na próxima palestra, nomeada Ruby e o Mundo Mágico dos Unicórnios, Lailson Bandeira mostrou com muito bom humor a história do Ruby a da dramática comunidade que fez essa linguagem ser o que é hoje.

Dois lightning talks foram realizados, Walmir Neto mostrou contou um pouco da sua experiência na transição de PHP para Ruby, principalmente sobre o apoio da comunidade. No segundo Rodrigo Vieira apresentou a ferramenta Jekyll e como ela pode ser utilizada para criar aplicações puramente estáticas utilizando Ruby de uma maneira bem leve e simples.

Tiago Sales abordou um assunto bem polêmico: segurança. Na palestra ele comentou algumas formas de ataques comumente utilizadas e como nós desenvolvedores podemos evitá-las seguindo as boas práticas do framework. Além disso também foi demonstrado como explorar a última grande vulnerabilidade do Rails que foi descoberta no começo do ano, lembrando para todos os presentes a importância de aplicar os patches mais recentes nas aplicações.

Um assunto que não pode faltar em eventos para devs é Testes Automatizados. Lukas Alexandre apresentou conceitos de TDD como testes unitários e outras variações. Além disso também mostrou algumas técnicas pra evitar testes redundantes e que podem deixar a sua suíte de testes mais rápida e eficiente.

No último lightnig talk do dia, Brunno Gomes mostrou as vantagens da simplicidade do Sinatra. Brunno mostrou que devido a simplicidade a ferramenta fica extremamente extensível e principalmente fácil de aprender.

Na última palestra do dia eu apresentei um pouco da minha experiência com metaprogramação em Ruby, mostrando algumas técnicas e principalmente os problemas da utilização dessa técnica. Se quiser dar uma conferida nos slides é só olhar no slideshare http://www.slideshare.net/marcosbrizeno/abril-proruby

Para encerrar o evento, foi feita uma mesa redonda com os palestrantes e o pessoal da organização onde todo mundo conversou sobre vários assuntos diferentes. No final o evento organizado pela comunidade e feito pra comunidade ressaltou o sentimento de união da galera e da procura pelo aprendizado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s